Nada nesse mundo tem mais toneladas do que a saudade!

Saudade é uma dor imensurável e sufocante. É sentimento abstrato que esmaga o peito como se fosse concreto. A saudade é a vírgula quilométrica enraizada entre dois pontos, dos muitos textos que a vida infelizmente pausa por falta de conversa. Saudade afia os ponteiros do relógio, transforma poucas horas em cortes profundos, dominados por flashbacks com ardor de álcool cuspido sobre ferida aberta, aparentemente incicatrizável. A saudade nos afoga com as águas calmas do passado, desfoca o presente e congela o futuro.
 

A saudade transforma qualquer música em motivo para pensar naquilo que partiu. Saudade é emoção indivisível, razão incontestável para relembrar o gosto inesquecível daquela pessoa que mudou nossos passos, gestos e hoje, infelizmente nos considera gasto, empoeirado. A saudade é a sombra maldita que não precisa da luz solar para nos seguir por cada calçada da vida. Ela repousa num banco vazio, dorme em nossa insônia, esconde-se nos presentes que prendemos em caixas lacradas, pelo medo de encarar as memórias boas.


A saudade enlouquece, embriaga, faz o mundo todo ter uma só cara e nenhuma cura. A saudade é um bar que já saiu de rotina. Saudade é temer a vinda do novo e teimar em achar que o velho sempre será a melhor parte da vida.
A verdade nua e crua é que ninguém nesse palco real está imune da saudade, a dor latejante das inevitáveis partidas e aos planejamentos que talvez permaneçam inacabados até o fim da vida, esquecidos numa lista guardada no fundo da gaveta, mas nunca jogada fora.


 


Desconheço alguém nesse universo grandioso que não tenha perdido o chão, a cabeça, a pose e até mesmo a sanidade quando deu de cara com esse tal sentimento com aparência de muralha intransponível e cheiro de fotos velhas. Não existe colete à prova de saudade, nem formas de blindar nossa vida dos estilhaços daquilo que vai e nem sempre volta.




Sendo bem sincero, existem sim algumas dicas para quem não quer esbarrar com a saudade: recuse toda e qualquer alegria que te faça gargalhar até sentir dor na barriga, nunca se envolva com pessoas capazes de colorir teus dias mais cinzas e chuvosos, coma tudo sem sal e sem tempero, não viaje, não saia de baixo do edredom por nada, não beije nem na bochecha, não faça sexo e em hipótese alguma conheça seus avós se a vida lhe der essa oportunidade imperdível.


Não sei vocês leitores, mas eu prefiro carregar essas mil toneladas de saudade, ainda que em meio a lágrimas e memórias martelantes, pois só assim terei a certeza que estou viva de verdade.

4 Milhões de Comentários:

Amanda Souza disse...

Parceira de todos os sentimentos, saudade é o que mais incomoda. Deixa a gente triste e com o coração apertado... :(
Beijinhos

www.hiperbolismos.blogspot.com

Vine disse...

Saudade, é uma coisa complicada nao sei se é um sentimento bom ou ruim! http://blogdavine.blogspot.com.br/

HONORATO, Sandro disse...

Saudade é uma das piores coisas cara.
O pior é ter que conviver com ela.

Olha gostei dessa frase
"O amor move montanhas, mas uma boa boquete é capaz de mover o mundo !!"
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Genial.

Ah,vi que você cortou o cabelo né? Ficou bem bonita :)

Beijos e cuide-se

Anderson J. Silva disse...

Muito lindo o texto. A saudade é uma coisa que não combina com felicidade.
Mas todos nós um dia já sentimos ou vamos sentir né? rs

passa lá:

http://errosxacertos.blogspot.com.br/

Postar um comentário

De mais vida ao blog, comente!!

Se você gostar do blog, ajude agente virar ''los-gringo'' :)
.. é só clicar em ''Participar desse site'' em seguidores na lateral do blog, fazer o login, e clicar em concluir.
Pronto! você ajuda agente crescer e sua foto fica na lateral do blog, legal né!

_______________________________________________________
Os comentários não são moderados, portanto não exagere, ou arcará com as consequências (que eu não sei quais são).
Comente com link pra mim retribuir.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...